Clínica de Reabilitação [2021] – Guia Completo

Clínica de reabilitação

Públicado em: 12 de agosto de 2019

Última Atualização em: 2 de outubro de 2021

Saiba como funciona e onde encontrar uma clínica de reabilitação, tirando todas as suas dúvidas sobre este assunto.

Afinal, embora estejamos vivendo uma era de disseminação de informações, ainda nos deparamos com alguns tabus e preconceitos. E obviamente, uma clínica de internação para dependentes químicos é um alvo que pode sofrer muita injustiça neste sentido.

Dessa forma, fizemos este guia completo com tudo o que você precisa saber sobre este assunto.

clínica de reabilitação
clínica de reabilitação

Clínica de reabilitação [2021]

Uma clínica de reabilitação funciona como um local de suporte e amparo para o dependente químico trabalhar a sua desintoxicação. Para isso, conta com a presença de uma equipe multidisciplinar, como por exemplo:

  • Médico psiquiatra: Responsável pela prescrição de medicamentos e acompanhamento de questões relacionadas à saúde mental e recuperação, em prol de evitar as crises de abstinência e criar a desintoxicação química gradativa, com a administração de medicamentos que apartem o desejo pela droga.
  • Enfermeiro: Estará a par de toda a rotina do paciente internado. Assim, organiza o dia a dia, administra medicamentos e acompanha de perto a rotina do sujeito, dando-lhe o suporte adequado.
  • Psicólogo: Através da  psicoterapia  é possível criar uma atmosfera de autoconfiança e fortalecimento subjetivo para aquele sujeito. Além disso, é possível compreender os gatilhos do consumo de drogas e quais razões psicológicas podem estar envolvidas com os abusos, trabalhando-as.
  • Terapeuta ocupacional: O terapeuta ocupacional é o responsável por criar uma atmosfera de atividades qualificadas e estruturadas para resgatar as habilidades sociais do sujeito.
  • Nutricionista: O organismo do paciente pode estar debilitado no que tange à nutrição. Por isso, uma dieta equilibrada e subjetiva é muito importante para restaurar a saúde como um todo.

Cada um destes profissionais desempenha um papel importante no tratamento, uma vez que todas as áreas se interligam.
É importante ressaltarmos ainda que o tratamento ocorre a partir da subjetividade e singularidade de cada sujeito, uma vez que não é possível haver um “tratamento universal”.

+Leia também: Acompanhamento terapêutico

Afinal, por exemplo, um homem que está lutando contra o alcoolismo severo, por cinco anos, provavelmente precisará de uma forma diferente de tratamento do que quando comparamos com uma mulher que tem abusado do álcool por apenas alguns meses.

+Leia também: Como funciona uma casa de recuperação para dependentes químicos

Quais as etapas de um tratamento em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos?

O tratamento em uma clínica de internação para dependentes químicos considera três etapas importantes:

  1. Desintoxicação;
  2. Conscientização;
  3. Ressocialização.

Na etapa da desintoxicação, o paciente receberá a manipulação e administração de substâncias químicas que possam criar uma desintoxicação gradativa.

Assim, pouco a pouco o médico diminuirá a quantidade de substância, na medida em que o organismo se “acostuma” com a falta. Logo, haverá um período em que a crise de abstinência será praticamente extinta, iniciando assim o próximo passo.

+Leia também: Grupo de apoio a familiares de dependentes químicos

Na segunda etapa, de conscientização, o paciente receberá todo o suporte psicológico e de psicoeducação. Aqui, palestras e psicoterapia são essenciais. Pois assim será possível fazer com que o paciente reconheça as principais causas e gatilhos das crises e recaídas, a fim de deixá-lo “preparado” para as situações, além de evitá-las.

Na terceira etapa, temos a ressocialização, que em suma trata-se do momento de restabelecer o contato com a vida social. Aqui, a família deverá receber o suporte para a reinserção deste sujeito, além de ser desenvolvida habilidades a partir da terapia ocupacional.

Quais atitudes podem auxiliar na prevenção de recaída?

Entender como funciona uma clínica de reabilitação seja para alcoólatras ou dependentes químicos  envolve não apenas a desintoxicação e a diminuição/extinção da abstinência. Mas sim, considera-se também a re-habilitação, de fato. Para isso, é preciso considerar o resgate das habilidades sociais (terceira fase do tratamento), além da promoção de saúde através da psicoeducação.

Dessa forma, os profissionais podem auxiliar o sujeito na criação de uma rotina saudável e equilibrada, que inclua exercícios, alimentação saudável, meditação, psicoterapia, etc.

+Leia também: Como funciona um programa de prevenção de recaída?

A internação em uma clínica de reabilitação pode ser relevante para quem?

A internação é indicada para qualquer dependente químico que deseja se curar do vício, recebendo todo o suporte essencial e adequado, 24 horas por dia, para assim não haver tantos episódios dolorosos de recaída.

Justamente pois os centros de desintoxicação de pacientes internados fornecem o mais alto nível de supervisão e monitoramento médico.

+Leia também: Como saber se uma clínica de recuperação é confiável?

Qual a diferença entre paciente internado vs. atendimento ambulatorial?

Os cuidados que ocorrem durante a internação são mais intensivos e focados, além de que o paciente passará a noite na clínica, por dias a fio. Em contrapartida, o atendimento ambulatorial pode acontecer diária ou semanalmente, a partir de sessões com hora marcada.

Isso permite que os sujeitos mantenham seu cronograma de trabalho e rotina em casa. O cuidado é menos intensivo, em comparação à internação, já que os pacientes não recebem o atendimento 24 horas por dia.

Como funciona o processo de reabilitação em um planejamento social para conexão?

O suporte social é uma ferramenta poderosa na reabilitação. Indivíduos que lutaram contra o alcoolismo podem se beneficiar do início de relacionamentos positivos e saudáveis, portanto, considerar os círculos sociais futuros é uma parte importante do planejamento da vida após a reabilitação.

Ex-pacientes podem manter uma conexão com indivíduos que conheceram em programas de Auto gerenciamento e Treinamento de Reabilitação. Além de que se comprometer com atividades sociais reduzirá o isolamento. Essas atividades podem incluir:

  • Voluntariado
  • Noites de cinema
  • Noites do jogo
  • Iniciar um curso
  • Exercício em grupo
  • Programas de ex-alunos
  • Aprendendo um novo idioma

O apoio da família também é essencial. Por isso os mesmos precisam fazer parte do atendimento na clínica, a fim de criar um suporte qualificado e sem tabus.

Logo, o paciente sentirá o suporte e se sentirá muito mais amparado e acolhido, impulsionando-se rumo à reabilitação de fato.

Como encontrar um centro de reabilitação perto de mim?

Você está procurando um centro de reabilitação para pacientes internados? Existem centenas de centros de reabilitação residencial (instalações de reabilitação em regime de internamento) em todo o país.

Para saber mais, entre em contato com a Interhelp Internação e permita que profissionais qualificados encontrem o melhor caminho junto com você!

Links úteis:
Organização Mundial da Saúde (OMS)
Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID)
Centro de Atenção Psico social (CAPS)
Associação Brasileira de Psiquiatria
FEBRACT
ANVISA

Informações importantes: Disque-prevenção de suicídio telefone: 188 (ligação gratuita)

Camila Da Silva: Psicóloga (CRP12/17354)
Confina mais novidades em nosso blog: https://interhelpinternacao.com.br/blog/ 
Última atualização do site: 27/10/2020 Última atualização da página: 27/10/2020

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 9945

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *