O perigo da hepatite alcoólica

Públicado em: 13 de agosto de 2019

Última Atualização em: 29 de setembro de 2021

Embora os indivíduos possam sentir mais fortemente os efeitos imediatos do álcool , as consequências mais severas podem ocorrer no fígado. Uma das doenças mais fatais, mas de evolução lenta, é a hepatite alcoólica .

Quais são os tipos de hepatite alcoólica?

A hepatite alcoólica é chamada dessa forma e também de “aguda”. Ambas têm relação com a inflamação do fígado, que é causada pelo consumo excessivo de álcool.

O que é hepatite alcoólica?

É uma doença relativamente rara que provoca a inflamação do fígado e a retenção de líquidos no organismo. Ela surge por meio do consumo exagerado e contínuo de álcool. 

É preciso ficar atento, mesmo que o consumo seja diário e “menor”, se ele for prolongado por anos, o risco de desenvolver esse tipo de hepatite pode sim existir, especialmente no grupo de risco.

O que é hepatite alcoólica aguda?

Trata-se de um quadro agudo da hepatite alcoólica. O nome “agudo” significa que trata-se de uma doença com início súbito e de evolução rápida e curta duração. Nem por isso ela deve ser negligenciada, uma vez que o risco de complicações também é grande.

Hepatite alcoólica aguda sintomas

Veja quais são os sintomas desse quadro de hepatite alcoólica: 

  • Pele e olhos amarelados;
  • Perda de apetite;
  • Cansaço excessivo;
  • Dor no lado direito do abdômen;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Náuseas e vômitos;
  • Aumento do volume abdominal sem causa aparente;
  • Inchaço no corpo e ainda mais na barriga.

Como diagnosticar hepatite alcoólica?

Ao se deparar com os sintomas citados mais abaixo, é de suma importância que a pessoa busque o auxílio médico imediatamente, uma vez que a hepatite alcoólica pode matar.

Hepatite alcoólica diagnóstico

O diagnóstico é feito por meio de exames laboratoriais feitos pelo  hepatologista ou clínico geral. O hemograma completo pode ser solicitado para avaliar o bom funcionamento do fígado e de diversas funções do organismo, garantindo um diagnóstico qualificado.

Quais são os sintomas da hepatite alcoólica? Quais os sintomas da doença hepática alcoólica?

Assim como no caso da hepatite alcoólica aguda, os sintomas são: 

  • Pele e olhos amarelados;
  • Perda de apetite;
  • Cansaço excessivo;
  • Dor no lado direito do abdômen;
  • Perda de peso sem causa aparente;
  • Náuseas e vômitos;
  • Aumento do volume abdominal sem causa aparente;
  • Inchaço no corpo e ainda mais na barriga.

Como é feito o tratamento?

Quando pensamos em hepatite alcoólica tratamento devemos ter em mente que trata-se de um conjunto de medidas propostas pelo profissional da saúde qualificado. Essas medidas podem ser:

  • Medicamentos;
  • Abstinência de álcool;
  • Alimentação saudável;
  • E, em casos mais graves, transplante de fígado.

Hepatite alcoólica tem cura?

A hepatite alcoólica aguda tem cura desde que o tratamento aconteça o mais rápido possível e o consumo de álcool seja extinguido.

Como a hepatite alcoólica é transmitida?

A hepatite alcoólica é adquirida por meio do consumo exagerado de bebidas alcoólicas.

Quais os fatores que aumentam a suscetibilidade à doença hepática alcoólica?

  • Obesidade;
  • Gênero biológico feminino;
  • Quantidade e duração do consumo de álcool (geralmente mais de 8 anos);
  • Fatores genéticos;
  • Metabolismo;
  • Estilo de vida, como alimentação.

Cirrose alcoólica quanto tempo de vida?

Ao pensarmos em hepatite alcoólica e cirrose podemos dizer que o indivíduo diagnosticado pode ter uma redução de 12 anos de vida ativa.

Além disso, pensando na hepatite alcoólica tempo de recuperação, é necessário avaliar cada caso. Mas, se o tratamento não for feito, a morte será o destino certo.

Hepatite alcoólica prevenção

Por ser uma doença grave e praticamente irreversível, o melhor a se fazer é prevenir o problema. Para isso, considere:

  • Reduzir ou extinguir o consumo de bebida alcoólica.
  • Manter o corpo hidratado.
  • Praticar exercícios.
  • Alimentar-se bem.
  • Manter os exames de sangue sempre em dia.
  • Cuidar do estilo de vida de uma maneira geral.

Quem está em risco de hepatite alcoólica?

A hepatite alcoólica é uma inflamação do fígado causada pelo abuso repetido de álcool. Após 10 a 20 anos de consumo moderado a grave, os indivíduos podem desenvolver, além de outras condições médicas relacionadas ao álcool .

A maioria é diagnosticada entre as idades de 40 e 60 anos, após ter causado danos irreversíveis ao fígado. Infelizmente, quase metade das pessoas diagnosticadas com grave morrerão dentro de um mês após receber o diagnóstico. Isso faz da prevenção um aspecto incrivelmente importante da educação.

Como a hepatite alcoólica se desenvolve

O fígado, embora seja capaz de processar cerca de uma bebida por hora, começa a acumular um excesso de gordura em suas células quando ingerido com muito álcool. Isso prejudica sua capacidade de filtrar toxinas e, eventualmente, seu resíduo endurece os tecidos dos fígados e os cicatriza.

A progressão desses sintomas pode causar uma série de outros efeitos ao redor do corpo. Não há testes específicos ou varreduras para AH; deve ser observado no paciente. Portanto, estar atento a possíveis sintomas pode ajudar as pessoas a procurar atendimento médico adequado.

Aqui estão 5 dos sintomas a serem observados:

1. Amarelecimento da pele ou do branco dos olhos

Conhecida como icterícia, os tons amarelos são causados ​​pelos resíduos, a bilirrubina. A bilirrubina é encontrada no sangue, razão pela qual áreas com alta interação sangüínea (isto é, a pele e os olhos) ficam amarelas antes de outras partes do corpo. Às vezes, a icterícia induzida por hepatite é tratada com esteróides.

2. Inchaço abdominal ou ternura

Um abdômen dolorido é resultado de um fígado inchado, também conhecido como hepatomegalia. Alguns casos de hepatomegalia, devido à hepatite alcoólica, têm sido tão pronunciados que parecem um “pneu sobressalente” ao redor do meio. O tratamento se concentrará na causa subjacente.

3. Perda de apetite

A perda de apetite pode não parecer uma preocupação em comparação com outros sintomas, mas pode apontar para problemas subjacentes mais sérios. Muitas vezes, os pacientes com hepatite alcoólica perdem o apetite, mantendo uma dieta pobre e, juntamente com o consumo excessivo de álcool, isso pode levar à desnutrição.

Um indivíduo desnutrido não possui as vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e fibras essenciais para funcionar normalmente. Eles podem se sentir fracos ou “enevoados”.

4. Náusea ou vômito

Náuseas e vômitos são sintomas comumente confundidos com os efeitos colaterais habituais de estar bêbado. No entanto, quando a hepatite alcoólica progride até o ponto de náusea crônica (a longo prazo) ou uma sensação persistente de indisposição, é hora de falar com um profissional médico. Medicamentos anti-náusea podem tratar os sintomas, mas a recuperação completa requer o tratamento da doença subjacente.

5. Febre De Baixo Grau

A hepática alcoólica pode causar uma leve febre, mas um aumento da temperatura também deve levar a testes de infecção. Quando o fígado não está funcionando corretamente, o corpo fica mais suscetível à infecção. Os sintomas da febre podem ser tratados, mas o tratamento geralmente tem como alvo a infecção ou a causa da febre.

Revisado por: Camila Da Silva: Psicóloga (CRP12/17354) Linkedin
Confira mais novidades em nosso blog: https://interhelpinternacao.com.br/blog/ 

Plantão 24h a disposição para serviços ou dúvidas.
contato@interhelpinternacao.com.br

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 

5/5 - (4 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *