Cocaína: Sintomas, causas e como parar de usar cocaína

Como parar de usar cocaína?

Públicado em: 20 de fevereiro de 2020

Última Atualização em: 12 de outubro de 2021

Também conhecida como coca, a cocaína é um alcaloide estimulante que possui efeitos anestésicos. Normalmente, essa substância é usada como droga recreativa e pode ser aspirada, fumada ou injetada.

Ao consumir essa droga, o usuário pode perder o contato com a realidade e misturar sentimentos como euforia, agitação e agressividade. Ademais, o adicto pode ter sintomas como taquicardia, transpiração intensa e pupilas dilatadas.

Se for consumida em altas doses, a cocaína pode causar hipertensão arterial ou hipertermia. Normalmente, essa droga manifesta seus efeitos 10 minutos após o uso e eles costumam durar 30 minutos em nosso organismo.

Logo abaixo todos os tópicos que serão abordados:

  • Quem inventou a cocaína?
  • Quais são os sinais e sintomas de quem usa cocaína?
  • Quanto tempo duram os sintomas da cocaína?
  • Quanto tempo duram os efeitos da cocaína?
  • O que corta o efeito da cocaína?
  • Quanto tempo demora para a cocaína sair do sangue?
  • Qual o comportamento de quem usa cocaína?
  • O que acontece com o nariz de quem cheira cocaína?
  • Como parar de usar cocaína sozinho?
  • Como parar de usar cocaína com segurança?
  • O que acontece quando você para de usar cocaína?
  • Como acontece a overdose de cocaína?
  • Como ajudar uma pessoa a parar de usar cocaína?
  • Quais são os famosos que usavam cocaína?

Exemplo de cocaína
Exemplo de cocaína

(Fonte da imagem: Wikipédia)

A cocaína é uma droga altamente viciante que atinge diretamente o sistema nervoso central. Então, como você para de usar cocaína? Você pode simplesmente sair por conta própria?

O que acontece quando você para de tomar cocaína? Descubra o que esperar depois de parar com o hábito da cocaína e como fazê-lo com segurança aqui.

Se você é um usuário ocasional, pode ser mais provável que você pare de tomar cocaína; no entanto, lembre-se de que precisará modificar comportamentos e estar ciente dos gatilhos para evitar o uso futuro.

Então, como você deve sair da cocaína ? Vamos primeiro explorar o que acontece no cérebro e no corpo após você parar de usar cocaína. Logo abaixo, segue algumas dicas detalhadas de como parar de usar cocaína.

Como largar a cocaína?

Mas quem inventou a cocaína?

A cocaína é um alcaloide que vem da planta de coca (Erythroxylon coca). O responsável por isolar essa substância foi o químico alemão Albert Niemann, em 1859.

Em 1882, essa droga passou a ser vendida nos Estados Unidos como um medicamento. Naquela época, a cocaína era utilizada para tratar dores de dente e problemas de gota (doença que atinge as articulações e que pode gerar artrite).

Contudo, quem descobriu as propriedades farmacológicas da cocaína foi o lendário Sigmund Freud, pai da psicanálise. Ele 1884, Freud começou a estudar a substância, pois acreditava que ela poderia tratar doenças mentais.

No entanto, ao descobrir os efeitos negativos da cocaína, passou a repudiá-la. Inclusive, Freud passou a refutar os próprios artigos que ele havia escrito sobre a droga.

Quais são os sinais e sintomas de quem cheira cocaína?

Quais são os sinais de quem usa cocaína? Com relação ao comportamento, veja algumas mudanças comuns no usuário de cocaína:

  • Fala rápida e muito exagerada;
  • Propensão à violência;
  • Não se importar com responsabilidades, tarefas ou obrigações;
  • Sumiços frequentes e retornos com comportamentos alterados;
  • Alterações bruscas de humor;
  • Andar frequentemente com canetas sem carga.

Abaixo, veja uma lista de sintomas físicos causados pelo uso da cocaína:

  • Aceleração da frequência cardíaca;
  • Aumento da temperatura corporal;
  • Aumento da frequência respiratória;
  • Transpiração intensa;
  • Tremor leve;
  • Contrações musculares involuntárias (língua e mandíbula);
  • Tiques;
  • Pupilas dilatadas (midríase);
  • Urgência de urinação;
  • Hiperglicemia;
  • Aumento na intensidade e na textura da salivação;
  • Sensação de “anestesia” nos dentes.

A experiência de todos com a retirada de cocaína é diferente, mas existem certos sintomas comuns que são típicos da experiência de retirada.

  1. Desejos de cocaína
  2. Sinais e sintomas
  3. Mudança de humor
  4. Fadiga
  5. Problemas do sono
  6. Aumento do apetite
  7. Abrandamento físico ou agitação

1- Desejos de cocaína

A maioria das pessoas que estão se retirando da cocaína sente um forte desejo de consumir mais cocaína. Esses sentimentos são conhecidos como desejos e são comuns entre as pessoas que se afastam de muitas substâncias viciantes .

Os desejos são motivados pelo desejo de reduzir os sintomas da abstinência de cocaína, bem como pelo desejo de reexperimentar o prazer do consumo elevado de cocaína.

2 – Mudança de humor

Sentir-se deprimido, ansioso ou irritado é uma parte normal da retirada de cocaína.

Embora esses sentimentos sejam frequentemente intensos durante a retirada da cocaína, eles tendem a passar quando o estágio de retirada termina.

3 – Fadiga

Sentir-se muito cansado é uma parte normal da retirada de cocaína. Além da exaustão que você sente naturalmente após os efeitos estimulantes da cocaína, você pode ter se cansado da falta de sono e de atividades energéticas enquanto consumia cocaína.

A cocaína pode mascarar o desconforto que você costuma sentir quando está hiperativo.

Isso piorará os sentimentos de cansaço à medida que os efeitos da cocaína se desgastam.

4 – Problemas do sono

Uma das frustrações que as pessoas podem ter durante a retirada de cocaína é a dificuldade em dormir.

Apesar do cansaço, a retirada de cocaína geralmente causa problemas de sono, como sonhos vívidos e desagradáveis, insônia (dificuldade para dormir ou dormir) ou hipersonia (sono demais).

5 – Aumento do apetite

O aumento do apetite é um aspecto reconhecido da abstinência de cocaína e pode ser exacerbado por não comer adequadamente enquanto você estava com muita cocaína.

No entanto, é importante apoiar a sua recuperação através de uma dieta saudável e de pequenas quantidades administráveis, em vez de ser compulsiva.

6 – Abrandamento físico ou agitação

As pessoas que sofrem abstinência de cocaína geralmente sofrem uma espécie de lentidão física, chamada retardo psicomotor , ou, inversamente, podem se sentir fisicamente agitadas.

Além dos sintomas físicos, a cocaína ainda gera uma série de efeitos psíquicos em curto prazo. A seguir, veja quais são:

  • Pensamento acelerado;
  • Inquietação psicomotora;
  • Aumento do estado de alerta;
  • Dificuldades para dormir;
  • Perda de apetite;
  • Alterações de humor;
  • Sensação de poder;
  • Falta de medo (atitudes inconsequentes);
  • Ansiedade;
  • Agressividade;
  • Delírios.

Quanto tempo duram os sintomas da cocaína?

É importante lembrar que os efeitos da retirada, embora intensos, não são permanentes. O “choque” inicial da retirada de cocaína pode variar em tempo e intensidade e pode durar de horas a dias. Alguns usuários experimentam semanas ou meses de sintomas de abstinência, conhecidos como síndrome de abstinência pós-aguda (PAWS).

Quanto tempo duram os efeitos da cocaína?

Apesar de ser muito consumida por aspiração nasal, a cocaína também é uma droga injetável. Isso gera a seguinte dúvida: quanto tempo a cocaína fica no corpo?

Aspirada ou injetada, o efeito da cocaína dura 30 minutos em nosso organismo. No entanto, quando essa droga é injetada, seu efeito é instantâneo. Por sua vez, ao ser aspirada, a cocaína demora 10 minutos para fazer efeito

A cocaína gera uma série de efeitos no corpo humano. Primeiramente, ela aumenta o estado de alerta e de autoconfiança. Além disso, ela diminui o cansaço, o apetite e a necessidade de dormir.

A cocaína eleva a pressão arterial, aumenta o consumo de oxigênio e acelera a frequência cardíaca, o que resulta em pupilas dilatadas. Após o consumir essa substância, o indivíduo pode ter isquemia, arritmias, angina (dor ou pressão temporária no peito) e até mesmo AVC ou infarto.

Como a cocaína costuma ser consumida por via nasal, o seu uso pode gerar sinusite, rinite crônica, úlceras de orofaringe, septo nasal perfurado e necrose da mucosa nasal.

Além de tudo o que foi citado, o usuário de cocaína ainda pode ter hemorragia no pulmão devido ao crack. Para quem não sabe, o crack é feito de restos da cocaína e, muitas vezes, os usuários migram de uma droga para outra.

Além da hemorragia, o crack pode gerar febre, insuficiência respiratória e tosse com sangue. Em muitos casos, o adicto tem que ser intubado e respirar por aparelhos.

Conteúdo relacionado: Drogas lícitas e ilícitas e suas consequências

O que corta o efeito da cocaína?

Na verdade, não há nenhuma substância que consiga cortar os efeitos da cocaína de modo imediato. Em algumas situações, é possível apenas amenizar os sintomas.

Por exemplo, o leite, apesar de não cortar o efeito da cocaína, pode ajudar muito o usuário desse entorpecente. A cocaína diminui a reposição natural triptofano, composto químico que produz a serotonina.

É nesse ponto que entra o leite, pois, como ele é rico em triptofano, ele ajuda a repor esse aminoácido em nosso organismo. Em outras palavras, o leite ameniza o mal-estar e as sensações ruins causadas pelo uso da cocaína.

Quanto tempo demora pra cocaína sair do sangue?

Normalmente, a cocaína fica no sangue por até 48 horas. Inclusive, esse é o tempo exato para que um exame de sangue seja feito no usuário dessa substância.

Depois desse prazo, é preciso fazer um exame com amostra de cabelo ou unhas, pois já não é possível detectar cocaína no sangue do adicto.

Qual o comportamento de quem usa cocaína?

Normalmente, quem usa cocaína costuma alternar momentos de euforia com períodos de tristeza e depressão. Além disso, o usuário perde o apetite e passa a ter insônia.

Logo após o uso, o adicto começa a ter batimentos cardíacos acelerados, convulsões, espasmos e pressão alta. Após o efeito da cocaína passar, o usuário pode ficar agressivo, furioso e paranoico.

Homem utilizando cocaína
Homem utilizando cocaína

O que acontece com o nariz de quem cheira cocaína?

Normalmente, pessoas que cheiram cocaína têm necrose da mucosa nasal e septo nasal perfurado. Com isso, surgem várias infecções que são muito difíceis de tratar.

Homem ingerindo cocaína
Homem ingerindo cocaína

Como parar de usar cocaína sozinho?

Parar com o uso de cocaína por conta própria não é impossível, porém, é muito complicado. Quando um dependente químico para de usar drogas, ele passa pelo duro processo de abstinência.

Por conta disso, seu corpo apresenta várias reações, pois quer retornar ao vício. Isso pode dificultar muito a reabilitação do usuário.

Normalmente, a abstinência das drogas gera alterações de humor, taquicardia, sudorese, tremores, convulsões, diarreia, entre outras coisas. Passar por tudo isso sozinho pode ser muito difícil, portanto, buscar ajuda pode ser a melhor opção.

Como foi dito anteriormente, a Interhelp Internação está à disposição de seus pacientes e faz o possível para ajudá-los. Dessa forma, haverá boas chances do adicto superar o vício e voltar a viver normalmente.

===

Como parar de usar cocaína com segurança?

Simplesmente, a melhor maneira de parar de usar cocaína com segurança é procurar assistência médica. Os profissionais de saúde médica e mental podem ajudá-lo a determinar qual é a maneira mais segura para o seu caso individual, pois todos os casos são únicos e dependem de vários fatores, como:

  • saúde geral
  • gênero
  • histórico médico
  • nível de dependência

Se você está determinado a deixar a cocaína por conta própria, fique cercado por pessoas próximas e positivas. E procure ajuda através de grupos de apoio, psicoterapia e / ou pessoas em quem você confia.

Consulte um profissional médico, como um médico, psiquiatra ou terapeuta (psicólogo licenciado) antes de tentar deixar a cocaína.

Embora seja possível parar sem assistência profissional, não é recomendável fazê-lo por conta própria, pois pode ser perigoso devido a problemas de saúde mental instáveis.

Um médico pode determinar se um centro para dependentes químicos pode ser melhor para você ou não, e irá aconselhá-lo sobre como lidar com os sintomas de abstinência e se sentir mais confortável durante o processo. Algumas dicas para levar em consideração para tentar para de usar cocaína:

  • Preencha seus dias
  • Inscreva-se em sessões de aconselhamento
  • Admita em uma instalação de tratamento

O que acontece quando você para de usar cocaína?

Se você usa cocaína há um longo período de tempo, é provável que seu corpo se acostume com a presença dele e protestará quando você parar.

Por quê? A cocaína atua no cérebro como estimulante e faz com que o corpo produza efeitos depressivos demais para equilibrar-se.

Então, quando você para de usar cocaína, esses efeitos se tornam visíveis.

E quando a cocaína não está mais no sistema, as funções adaptadas do sistema nervoso central normalizam-se gradualmente com o tempo.

Durante o período em que a cocaína começa a sair do corpo – também conhecida como abstinência -, você pode esperar experimentar um conjunto de sintomas comumente referidos como sintomas de abstinência.

Como acontece a overdose de cocaína?

A overdose de cocaína pode levar alguns minutos ou algumas horas para acontecer. Após o uso excessivo da cocaína, algumas pessoas simplesmente morrem antes de obter tratamento.

No entanto, existem outras que apresentam taquicardia, hipertensão, hipertermia, diaforese, midríase e agitação. Em muitos casos, os sintomas são tão elevados que não há tempo para fazer exames, pois o paciente tem que ser tratado imediatamente.

O tratamento dessa overdose inclui substâncias como benzodiazepínicos e alguns cuidados com o usuário. Por exemplo, em casos de hipertermia, o paciente precisa esfriar o seu corpo para evitar o óbito.

Além de tudo o que foi dito, a overdose de cocaína ainda pode gerar problemas como síndrome coronariana aguda, hemorragia intracraniana e disritmias.

Conteúdo relacionado: Sintomas de overdose

Como ajudar uma pessoa a parar de usar cocaína?

Se você quer ajudar alguém a sair das drogas, a melhor coisa a fazer é convencê-lo a buscar tratamento. Ao entrar numa clínica de reabilitação, o adicto terá melhores condições de lidar com a abstinência e lutar contra o vício.

Além disso, a clínica possui estratégias que mantém o paciente ocupado e evitam que ele tenha alguma recaída. Dessa forma, ele estará pronto para reinserção na sociedade.

Para encontrar uma boa casa de recuperação para dependentes químicos, conte com a Interhelp Internação. Como essa clínica só contrata excelentes profissionais, os serviços prestados por ela são ótimos. Com isso, o adicto terá boas chances de se recuperar e voltar a viver sua vida

Quais são os famosos que usavam cocaína?

Infelizmente, muitas pessoas famosas entram para o mundo das drogas. Por alguma razão, um dos entorpecentes preferidos das celebridades é a cocaína.

A seguir, veja uma lista com vários famosos que usavam essa droga:

  • Celebridades brasileiras
  • Fábio Assunção;
  • Elis Regina (falecida em 1982);
  • Vera Fischer;
  • Felipe Camargo;
  • Walter Casagrande;
  • Léo Dias;
  • João Gordo;
  • Chorão (falecido em 2013).
  • Celebridades internacionais
  • Kurt Cobain (falecido em 1994);
  • Lindsey Lohan;
  • Lily Allen;
  • Sinead O’Connor;
  • Jimi Hendrix (falecido em 1970);
  • Freddie Mercury (falecido em 1991);
  • David Bowie (falecido em 2016);
  • Axl Rose.

Considerações finais

Enquanto a primeira fase da abstinência de cocaína, geralmente chamada de “acidente”, normalmente passa dentro de alguns dias, as pessoas geralmente continuam a sentir sintomas de abstinência que incluem desejos, irritabilidade e baixos níveis de energia por várias semanas.

Como o uso de cocaína pode criar mudanças duradouras no cérebro, o vício pode ser difícil de tratar e podem ocorrer recaídas.

O tratamento a longo prazo para o vício em cocaína geralmente se concentra no aconselhamento individual que incorpora terapia comportamental.

As pessoas aprendem novas habilidades que as ajudarão a combater o desejo por drogas e a mudar os pensamentos e comportamentos subjacentes que podem contribuir para o uso de drogas.

Pesquisas sugerem que a gravidade da dependência de cocaína e a frequência de uso recente desempenham um papel na determinação do sucesso do tratamento. O uso crônico, pesado e recente pode dificultar a recuperação.

Fontes

CLARK, C. Cocaine – Drug Prevention & Alcohol Facts – DrugInfo 2016

Lopez G. Oregon acabou de votar para descriminalizar todas as drogas. 3 de novembro de 2020. https://www.vox.com/2020/11/3/21514828/oregon-drug-decriminalization-measure-110-results

Clark, C., 2016. Cocaine – Drug Prevention & Alcohol Facts – DrugInfo. [online] Druginfo. Available at: <http://www.druginfo.adf.org.au/drug-facts/cocaine> [Accessed 1 August 2016].

Ray LA, Meredith LR, Kiluk BD, et al.. Farmacoterapia combinada e Terapia Cognitiva Comportamental para Adultos com Transtornos do Uso de Álcool ou Substâncias: Revisão Sistemática e Meta-análise. JAMA Netw Open. 2020;3(6):e208279. Publicado em 2020 Jun 1. doi:10.1001/jamanetworkopen.2020.8279

Avery S. Novo ingrediente na vacina contra cocaína mostra promessa em estudo de camundongos. Universidade Duke. 6 de fevereiro de 2020. https://medicalxpress.com/news/2020-02-ingredient-cocaine-vaccine-mouse.html

Quais são os efeitos a curto prazo do uso de cocaína? Instituto Nacional de Abuso de Drogas (NIDA). Acesso em 26 de agosto de 2020. https://www.drugabuse.gov/publications/research-reports/cocaine/what-are-short-term-effects-cocaine-use

Pennings EJM, Leccese AP, Wolff FA. Efeitos do uso simultâneo de álcool e cocaína. Viciado Abingdon Engl. 2002;97(7):773-783. 26 de agosto de 2020.

nstituto Nacional de Abuso de Drogas (NIDA). Nih. Quais são os efeitos do uso materno de cocaína? Acessado em 26 de agosto de 2020 em https://www.drugabuse.gov/publications/research-reports/cocaine/what-are-effects-maternal-cocaine-use

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 9945

4/5 - (2 votes)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *