11 Sintomas de quem usa drogas pela primeira vez
Uso de drogas pela primeira vez

11 Sintomas de quem usa drogas pela primeira vez

Públicado em: 30 de março de 2021

Última Atualização em: 30 de março de 2021

Sintomas de quem usa droga pela primeira vez? Entenda tudo sobre os sintomas das drogas e de quem usa droga pela primeira vez.

As drogas estão enraizadas no mundo moderno. Por conta disso, o número de usuários não param de crescer.

Quando alguém começa a usar essas substâncias, vários sintomas começam a se manifestar. Com isso, o usuário passa a ter mudanças de comportamento e vários problemas físicos.

Para entender mais sobre os sintomas das drogas, leia este texto e conheça melhor este assunto.

Quais são os sintomas de quem usa droga pela primeira vez?

O uso de drogas pode causar uma série de sintomas. Com relação aos iniciantes, os sintomas de quem usa droga pela primeira vez são os seguintes:

  1. Vermelhidão nos olhos e excesso de lágrimas;
  2. Pupilas dilatadas ou menores que o habitual;
  3. Movimentos involuntários dos olhos;
  4. Mudanças rápidas de peso;
  5. Mãos tremendo com frequência;
  6. Dificuldade de coordenação dos movimentos;
  7. Fala alterada ou arrastada;
  8. Intolerância a ruídos;
  9. Diminuição da sensibilidade à dor;
  10. Alterações da temperatura corporal;
  11. Alterações nos batimentos cardíacos e na pressão arterial.

Por conta disso, alguns médicos prescrevem analgésicos para diminuir enxaquecas e dores no corpo ao longo da desintoxicação.

Ademais, é preciso dar apoio psicológico ao paciente, pois isso o ajudará durante as possíveis crises de ansiedade geradas pela abstinência.

Para que o tratamento funcione, é muito importante que o paciente esteja em uma boa clínicas de recuperação.

Como saber se uma pessoa usa drogas?

Normalmente, os sintomas apresentados no item 1 são suficientes para perceber que uma pessoa usa drogas.

Contudo, além dos sintomas físicos, existem alguns comportamentos que evidenciam o uso de entorpecentes. A seguir, você aprenderá como saber se uma pessoa usa drogas ou não:

  • Produção reduzida no trabalho e nas atividades diárias;
  • Muitas faltas no trabalho e em outros compromissos;
  • Iniciar facilmente brigas em casa ou no trabalho;
  • Correr riscos desnecessários, como dirigir alcoolizado ou fazer sexo sem preservativo com pessoas aleatórias;
  • Pedir dinheiro emprestado com muita frequência;
  • Mostrar indiferença com os amigos e a família.

Devido aos efeitos causados pelas drogas, o organismo de muitos adictos exige que elas sejam substituídas por outras coisas durante a desintoxicação. Dessa forma, eles conseguem lidar melhor com o processo de abstinência.

Como identificar os sintomas de pessoas que usam drogas?

As respostas para essa pergunta estão nos itens 1 e 2 deste texto. Além dos sintomas físicos e comportamentais, também é possível identificar o uso de drogas observando problemas psicológicos.

Abaixo, saiba como identificar os sintomas de pessoas que usam drogas:

  • Apresentar medo ou ansiedade constante sem motivo aparente;
  • Alterações bruscas de humor ou personalidade;
  • Ficar agitado e hiperativo durante alguns períodos do dia;
  • Ter vários acessos de raiva ou se irritar com facilidade;
  • Não ter vontade de fazer as tarefas diárias;
  • Perder o amor por si mesmo (baixa autoestima);
  • Não ver sentido na vida;
  • Perda de concentração, memória e da capacidade de aprender;
  • Desenvolver paranoia ou esquizofrenia.

Além do uso de drogas, os comportamentos citados acima podem indicar o surgimento de doenças psiquiátricas.

Por conta disso, é importante levar o paciente a um médico ou psicólogo, assim, haverá um diagnóstico sobre sua situação.

Como ajudar alguém que usa drogas a superar esse problema?

Se você quer ajudar alguém a sair das drogas, a melhor coisa a fazer é convencê-lo a buscar tratamento. Ao entrar numa clínica de reabilitação, o adicto terá melhores condições de lidar com a abstinência e lutar contra o vício.

Além disso, a clínica possui estratégias que mantém o paciente ocupado e evitam que ele tenha alguma recaída. Dessa forma, ele estará pronto para reinserção na sociedade.

Como funciona o tratamento para a dependência química?

Primeiramente, o paciente precisa passar pelo processo de desintoxicação. Ao tirar as drogas do corpo do adicto, haverá uma reversão nos prejuízos fisiológicos que ele sofreu.

Além disso, esse processo é fundamental para reabilitação do dependente, tanto na parte física quanto na parte emocional.

Após a desintoxicação, que deve durar entre 20 e 45 dias, o tratamento abordará a parte emocional do paciente. Com isso, todos os motivos que o levaram a usar drogas serão avaliados, o que reduzirá as chances de recaídas.

No geral, quando o processo de desintoxicação é bem sucedido, o adicto tem grandes melhoras em seu humor e em sua saúde.

Durante a desintoxicação, o paciente receberá algumas medicações criteriosamente escolhidas. Para consumir esses remédios, o adicto deve ser acompanhado pela equipe da clínica.

Como encontrar um tratamento ideal?

É muito importante ter esse cuidado, pois isso impede o adicto de abusar do remédio ou até mesmo tentar suicídio.

Como foi dito anteriormente, a Interhelp Internação está à disposição de seus pacientes e faz o possível para cuidar deles. Com isso, haverá maiores chances do adicto superar o vício e voltar a contribuir com a sociedade.

Para encontrar uma boa clínica para reabilitação de dependentes químicos, conte com a Interhelp Internação. Como essa clínica só contrata excelentes profissionais, os serviços prestados por ela são ótimos. Com isso, o adicto terá boas chances de se recuperar e voltar a viver sua vida.

Principais referências: 

Verebey K, Gold MS. Das folhas de coca ao crack: os efeitos da dose e as rotas da administração na responsabilidade de abuso. Anais de Psiquiatria 18:513-520, 1988.

Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas. Prevenção do Abuso de Drogas entre Crianças e Adolescentes: Guia baseado em Pesquisa para Pais, Educadores e Líderes Comunitários (Segunda Edição) (Publicação NIH nº 04-4212[A]). Rockville, MD, 2003.

Centros de Controle e Prevenção de Doenças. Dados opioides prescritos. https://www.cdc.gov/drugoverdose/data/prescribing.html. Publicado em 31 de agosto de 2018. Acessado em 18 de setembro de 2018.

Links úteis:

https://www.einstein.br/noticias/editorias/alcool-drogas 

Narcóticos Anônimos

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 9945