Mania e hipomania: 10 informações importantes

Mania e hipomania

Públicado em: 18 de janeiro de 2022

Última Atualização em: 18 de janeiro de 2022

A mania e hipomania são fases que podem ser observadas em uma pessoa diagnosticada com transtorno bipolar. Caracteriza-se como um humor mais agitado, “motivado” e energizado. Porém, ambas possuem diferenças clínicas específicas e, neste texto, apresentaremos essas divergências para você. Acompanhe e saiba mais.

  1. O que é mania e hipomania?
  2. O que é transtorno bipolar fase maníaca?
  3. O que é transtorno bipolar tipo 1?
  4. O que é transtorno bipolar tipo 2?
  5. O que é bipolar tipo 1 é 2 diferença
  6. Saiba mais sobre mania e hipomania bipolar
  7. Quais são as diferenças entre mania e hipomania bipolar?
  8. Quais são os principais sintomas da mania?
  9. Como identificar a mania bipolar?
  10. Como é o tratamento para a hipomania bipolar?

1 – O que é mania e hipomania?

A mania é um estado de extrema euforia, vivida por quem tem o transtorno bipolar. Nesta fase, o indivíduo pode até demonstrar comportamentos de risco, devido à sensação de ser invencível, “poderoso”, etc. A inquietação e o excesso de energia são características bem específicas dessa fase.

Já a hipomania pode ser entendida como uma fase mais “branda”, ainda dentro da bipolaridade. Ou seja, é quando a agitação, embora ainda exista, é um pouco menor do que durante a mania. Nesse caso, o indivíduo pode ainda ser muito tagarela, agitado e demonstrar ter uma disposição fora do normal.

2 – O que é transtorno bipolar fase maníaca?

Na fase da mania, o transtorno bipolar remonta um comportamento extremamente “positivo”. Ou seja, o indivíduo acredita ter “super poderes” (não literalmente) e se vê como uma pessoa que pode qualquer coisa.

Além disso, é possível que o sujeito perca a noção de perigo, por acreditar que todas as coisas tendem a funcionar da melhor forma possível para ele.

Ainda nesta fase, o sujeito bipolar também apresenta muita energia, disposição e inquietação. Até mesmo agressividade e delírio podem aparecer.

3 – O que é transtorno bipolar tipo 1?

Neste transtorno, os quadros de mania podem durar, no mínimo, sete dias. Em contrapartida, a fase da depressão pode ter uma duração de semanas ou meses.

4 – O que é transtorno bipolar tipo 2?

Podemos dizer que este é um tipo de transtorno bipolar mais “brando”, ou melhor, menos grave. Nesse caso, o indivíduo também tem episódios de alegria extrema e, em seguida, de depressão, mas, aqui o sujeito tem fases de hipomania, e não mania.

5 – O que é bipolar tipo 1 é 2 diferença

A bipolaridade tipo 1 apresenta fases mais intensas e sintomas mais graves, enquanto que o transtorno bipolar tipo 2 é mais brando.

6 – Saiba mais sobre mania e hipomania bipolar

Se você sofre com quadros de mania ou hipomania bipolar, há grandes chances de as pessoas à sua volta já terem percebido isso. Afinal, o indivíduo pode demonstrar uma grande mudança comportamental ao entrar no estado de mania ou hipomania.

Inclusive, você mesmo pode lançar um olhar sobre a sua saúde mental e os seus comportamentos. E assim, verificar se há episódios de extrema animação, fora do normal, e em quais desses momentos você chegou a colocar a sua vida ou integridade em risco.

Caso você perceba os sinais em si mesmo ou em alguém que você conhece, busque ajuda profissional. Com o acompanhamento adequado é possível lidar com os sintomas de ambas as situações, a fim de ser possível viabilizar mais qualidade de vida e bem-estar para o sujeito.

7 – Quais são as diferenças entre mania e hipomania bipolar?

A mania bipolar é um quadro mais grave. Neste quadro, o indivíduo pode ficar animado de uma maneira anormal, a ponto de necessitar hospitalização. Trata-se de uma fase dentro da bipolaridade tipo I. Mas vale ressaltar que não necessariamente o indivíduo terá de passar por uma fase de extrema depressão.

Já a hipomania bipolar é vista no transtorno bipolar tipo II. Isso porque ela tende a ser mais suave do que a mania. Assim, talvez a hospitalização nem se faça necessária, já que a animação exagerada, embora seja fora do comum, pode não colocar o indivíduo em alto risco, pois pode ser vista como uma inquietação, tagarelice, felicidade extrema, etc.

8 – Quais são os principais sintomas da mania?

  • Aumento repentino de energia física e mental.
  • Extrema alegria, mesmo sem causa aparente.
  • Sensação de ser invencível.
  • Discurso constante de grandeza.
  • Novas ideias e planos constantes.
  • Ter uma mente muito agitada.
  • Ser extremamente tagarela.
  • Ter um aumento repentino e intenso na autoestima.
  • Aumento do desejo sexual.
  • Comportamento de risco com esportes radicais ou comportamentos sexuais impulsivos.
  • Ser muito inquieto e, em casos mais intensos, completamente incapaz de ficar parado.

9 – Como identificar a mania bipolar?

É necessário avaliar o histórico do paciente e analisar os potenciais sintomas. Afinal, é por meio desses sinais que o profissional da saúde poderá coletar informações importantes sobre o estilo de vida e os comportamentos do indivíduo.

Caso seja constatada uma variação intensa no humor e nas atitudes do sujeito, um tratamento adequado poderá ser desenvolvido junto com o psiquiatra e psicólogo. Em casos mais graves, inclusive, a hospitalização pode se fazer necessária.

Por isso, se você, ou alguém que você conhece, tem apresentado sintomas de mania bipolar, busque ajuda médica!

10 – Como é o tratamento para a hipomania bipolar?

O tratamento é feito por meio do acompanhamento profissional do psiquiatra e do psicólogo. Além disso, a intervenção medicamentosa é imprescindível para que o indivíduo conquiste um humor mais equilibrado e que promova mais bem-estar e qualidade de vida.

Quanto à prescrição medicamentosa, cada caso irá requerer quantidade e tipos de remédios diferentes. Alguns pacientes podem necessitar, inclusive, de medicamentos antipsicóticos, por exemplo.

Vale ressaltar que a psicoterapia também pode ser uma grande aliada do sujeito que tem mania ou hipomania bipolar.

Conclusão sobre hipomania e mania

A hipomania pode ser entendida como uma fase do transtorno bipolar, na qual o sujeito sente uma empolgação acima da média. 

Essa animação pode ser vista por meio da observação dos comportamentos, afinal, o sujeito com hipomania pode ficar inquieto, tagarela, agitado, etc.

Além da hipomania, também existe a mania. Esta apresenta sintomas mais intensos e, inclusive, pode requerer hospitalização. Isso porque a empolgação exagerada pode resultar em graves comportamentos de risco, além de desencadear delírios em alguns casos específicos.

Referências

Mania e hipomania bipolar: o que são, sintomas e tratamento. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/mania-bipolar/> Acesso em 14 jan. 2022.

What You Should Know About Mania vs. Hypomania. Disponível em: <https://www.healthline.com/health/mania-vs-hypomania> Acesso em 14 jan. 2022.

What are mania and hypomania? Disponível em: <https://www.medicalnewstoday.com/articles/324602> Acesso em 14 jan. 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.