Tratamentos para transtorno de personalidade antissocial: Como funciona e onde encontrar?

Tratamentos para transtorno de personalidade antissocial

Públicado em: 13 de agosto de 2020

Última Atualização em: 13 de agosto de 2020

Para que você possa compreender os tratamentos para transtorno de personalidade antissocial é preciso entender, antes, alguns aspectos deste transtorno em específico.

Afinal, muito se confunde com psicopatia, sociopatia e até mesmo transtorno de caráter. Entretanto, não se trata do mesmo diagnóstico, embora haja semelhanças. Mas sim, é preciso compreender mais a fundo o diagnóstico, e é isso que explicaremos no decorrer deste artigo.

O que é transtorno de personalidade antissocial?

Os tratamentos para transtorno de personalidade antissocial precisam estar intimamente relacionados com as particularidades do sujeito. Com isso, entender do que se trata o transtorno é primordial para desmistificar e criar uma atmosfera mais justa.

Sendo assim, segundo o DSM IV, este transtorno caracteriza-se como um padrão global de desrespeito e, do mesmo modo, violação dos direitos de outrem.

O antissocial desencadeia situações e põe em prática atitudes que violam o espaço de outras pessoas em seu convívio ou proximidade.

Entretanto, para que o diagnóstico ocorra de uma maneira mais assertiva, o sujeito avaliado precisa ser maior de 18 anos e se encontrar dentro de pelo menos três dos critérios abaixo:

  1. Incapacidade de adequar-se às normas sociais com relação a comportamentos lícitos, indicada pela execução repetida de atos que constituem motivo de detenção;
  2. Propensão para enganar, indicada por mentir repetidamente, usar nomes falsos ou ludibriar os outros para obter vantagens pessoais ou prazer;
  3. Impulsividade ou fracasso em fazer planos para o futuro; 
  4. Irritabilidade e agressividade, indicadas por repetidas lutas corporais ou agressões físicas;
  5. Desrespeito irresponsável pela segurança própria ou alheia;
  6. Irresponsabilidade consistente, indicada por um repetido fracasso em manter um comportamento laboral consistente ou de honrar obrigações financeiras;
  7. Ausência de remorso, indicada por indiferença ou racionalização por ter ferido, maltratado ou roubado alguém. (Fonte: APA, 2002).

Dessa maneira, podemos compreender o antissocial como um sujeito com características egocêntricas, que não se adequa ao comportamento lícito.

Sendo que a empatia é ausente, além de ter traços de manipulador, insensível, despreocupado com outrem, desonestidade, hostilidade, dentre outros fatores.

Tratamentos para transtorno de personalidade antissocial

É preciso, antes de qualquer coisa, compreender que são necessárias algumas avaliações para se estabelecer o melhor tipo de tratamento para um paciente com TPA. Com isso, algumas considerações podem ser levadas em conta, como por exemplo:

  • Checar a gravidade da situação, analisando o grau de invasão nas esferas sociais e psicológicas, em diversos âmbitos da vida do sujeito;
  • Fazer uma análise e checagem da saúde prévia e das comorbidades envolvidas com o TPA;
  • Analisar a disponibilidade de uma Unidade Especializada para acompanhamento deste sujeito.

A partir disso, é preciso ter ciência que um paciente com TPA necessita de atenção de uma equipe completa e qualificada, além de paciência.

Outro ponto importante acerca dos Tratamentos para Transtorno de Personalidade Antissocial está relacionado com o fato de que ao tratarmos de algo crônico, não podemos mudar ou curar. Entretanto, é possível aliviar os sintomas.

Para isso, o médico psiquiatra poderá prescrever medicamentos, como por exemplo:

  • Antipsicótico: Como meio para aliviar alguns sintomas;
  • Anticonvulsionante: Reequilibrar o humor instável;
  • Lítio: Como meio de aliviar os sintomas de agressividade;
  • Antidepressivo: Como inibidor seletivo da recaptação da serotonina.

Vale salientarmos que tanto a dosagem, quanto os horários de medicação serão prescritos de acordo com a singularidade de cada paciente.

Tratamento psicoterapêutico

Além do tratamento medicamentoso, podemos ainda contar com a psicoterapia como aliada nos tratamentos para Transtorno de Personalidade Antissocial.

Aqui o terapeuta fará uma escuta, um acompanhamento e fará suas intervenções seguindo o discurso do paciente.

Contudo, em situações mais expressivas, indica-se que seja feita a internação do paciente, para que assim o mesmo receba a atenção multidisciplinar qualificada; com tratamento medicamentoso, terapêutico, dentre outras medidas, que incluem até mesmo as orientações para a família.

Onde encontrar tratamentos para Transtorno de Personalidade Antissocial?

Instituições e estabelecimentos de saúde são o melhor caminho para encontrar o atendimento e o tratamento adequado para cada caso.

Pois, como mencionamos, é nestes espaços que a equipe multidisciplinar poderá agir em conjunto, criando assim uma atmosfera de acompanhamento e alívio para os sintomas.

Se você precisa de suporte para encontrar o melhor estabelecimento de saúde, entre em contato conosco e conte com a gente! A Interhelp Internação vai lhe ajudar a encontrar a melhor opção para o seu caso.

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 994

Avalie nosso post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *