Coma alcoólico: O que é, Sintomas, Causas, Como identificar e Tratamento

Coma alcoólico

Públicado em: 2 de março de 2022

Última Atualização em: 29 de março de 2022

O coma alcoólico é um quadro médico grave que requer intervenção de um profissional da saúde habilitado. Isso porque ele provoca a intoxicação dos órgãos e do cérebro, colocando em risco a saúde, o bem-estar e a própria vida do indivíduo.

Para que você possa entender mais sobre o assunto, acompanhe este texto e tire todas as suas dúvidas sobre a intoxicação e o coma alcoólico.

O que é coma alcoólico?

O coma alcoólico pode ser entendido como a intoxicação alcoólica do cérebro e demais órgãos do corpo. Isso ocorre quando o fígado não consegue metabolizar o álcool que é ingerido. Logo, a bebida consumida acaba se “espalhando” pelo organismo, causando efeitos colaterais na saúde do indivíduo.

Quanto tempo uma pessoa pode ficar em coma alcoólico?

Infelizmente, o tempo que uma pessoa fica em coma alcoólico pode variar de caso em caso. Isso porque a quantidade de álcool ingerida impacta diretamente no período que o corpo leva para se “purificar”, digamos assim. 

Coma alcoólico
Coma alcoólico.

Além disso, as próprias condições de saúde do indivíduo é que podem fazer com que o processo seja mais prolongado ou mais curto. Outro ponto importante diz respeito ao tratamento que o sujeito recebe: recebendo o acompanhamento adequado ele terá mais chances de sobreviver e voltar do coma.

Quais os sintomas de um coma alcoólico?

Os sintomas do coma alcoólico podem ser bem evidentes, em um primeiro momento, ou mais sutis, de acordo com as circunstâncias do indivíduo que consumiu o álcool exageradamente. 

Conheça alguns dos sinais que podem ser observados:

  • Convulsão.
  • Hipotermia.
  • Desmaio.
  • Dificuldades na fala.
  • Perda da consciência.
  • Sonolência exagerada.
  • Respiração irregular ou lenta.
  • Palidez.
  • Perda da sensibilidade.
  • Diminuição dos batimentos cardíacos.
  • Reflexos reduzidos.

O indivíduo pode apresentar comportamentos como se ele estivesse “deslocado” do seu próprio corpo. Ou seja, como se estivesse ali apenas fisicamente, e ainda com seus reflexos reduzidos.

Isso ocorre porque o álcool é uma droga depressora, ou seja, que inibe a ação regular do Sistema Nervoso Central, deixando a pessoa mais “lenta”, diminuindo os batimentos, o reflexo, etc. À medida que o consumo aumenta, o sujeito acaba por ficar cada vez mais estático, a ponto de entrar em coma devido à intoxicação cerebral.

O que fazer em caso de coma alcoólico?

No momento em que os sintomas são identificados é fundamental tomar medidas cabíveis contra o coma alcoólico. Para isso, ligue para o SAMU (192) imediatamente, para que um médico possa atender o sujeito em coma e assim tomar as medidas cabíveis.

A pessoa em coma alcoólico precisa ser atendida o mais rápido possível. Caso contrário, é possível que ela tenha que conviver com complicações graves, ou até mesmo pode ser que ela venha a falecer. Quando se trata de saúde, o tempo é fundamental! Por isso, não hesite na hora de chamar ajuda.

Enquanto o SAMU não chega, considere colocar a pessoa deitada de lado para que ela não se sufoque com vômito. Manter o corpo do indivíduo bem aquecido é igualmente importante, pois a hipotermia é extremamente perigosa. Nesse sentido, cubra a pessoa em coma alcoólico com uma coberta, em um ambiente aquecido, e não permita que haja entrada de ar no ambiente.

Jamais ofereça algum medicamento para o sujeito se ele não estiver mais consciente, pois ele pode engasgar e vir a óbito.

Por fim, considere a possibilidade de ter que fazer a manobra de reanimação cardiorrespiratória caso a pessoa apresente uma parada na respiração e/ou nos batimentos cardíacos.

É possível morrer de tanto beber?

Infelizmente, sim. O excesso de álcool pode causar uma intoxicação severa do organismo, causando o que chamamos de “overdose”. Nesses casos, infelizmente o indivíduo não consegue sobreviver aos efeitos intensos e nocivos que a bebida promove no organismo, falecendo em decorrência disso.

Por isso, o consumo de álcool deve ser evitado, e quando essa ingestão acontece, deve ser feita de forma consciente. A dependência química precisa ser tratada para evitar esse tipo de situação e viabilizar saúde para o sujeito em questão.

Coma alcoólico
Coma alcoólico.

É possível voltar do coma?

Sim, é possível. Mas, para que seja possível voltar do coma alcoólico com a menor chance de sequelas e efeitos colaterais, é preciso contar com a ajuda de profissionais da saúde. Somente o médico poderá prescrever medicamentos e outras ações que promovam a recuperação do sujeito.

Não espere o tempo passar. Se nada for feito, o retorno do coma pode não acontecer.

Como é feito o tratamento do coma alcoólico?

O coma alcoólico deve ser tratado pela equipe médica, por meio da hidratação feita diretamente na veia, com soro.  A glicose intravenosa e a reposição de vitamina B1 também podem ser necessárias.

Medicamentos anticonvulsivantes e antieméticos podem ser usados no tratamento do coma. 

Os sinais vitais do indivíduo serão acompanhados o tempo todo, a fim de viabilizar o controle do quadro. Caso haja uma piora, outras medidas podem ser colocadas em prática.

Possíveis sequelas do coma alcoólico

O coma alcoólico tende a ser muito agressivo para o corpo humano. Isso quer dizer que muitas pessoas podem ter que conviver com sequelas pelo resto de suas vidas. Veja quais são as possíveis sequelas desse quadro:

  • Danos irreversíveis às funções cerebrais, ocasionando impactos na vida e na saúde do sujeito. Esses danos são, normalmente, provenientes das convulsões.
  • Pneumonia por aspiração, que é quando o sujeito aspira o vômito e acaba prejudicando a saúde pulmonar.
  • Overdose e falecimento, quando o sujeito não consegue se recuperar do quadro de coma e acaba evoluindo a óbito.

Cuidar do consumo exagerado e buscar ajuda nos casos de dependência química é fundamental para evitar o coma alcoólico. Conscientize-se e conscientize as pessoas em sua volta!

Conclusão

O coma alcoólico pode ser extremamente perigoso. Entender como ele ocorre e como evitá-lo é uma questão de saúde muito importante. Por isso, compartilhe este conteúdo e ajude mais pessoas a entenderem esse quadro de saúde.

Além disso, em casos de dependência química e dificuldade para parar de beber álcool, entre em contato com a equipe da Interhelp. Estamos à disposição para lhe ajudar nessa batalha. 

Referências

Coma alcoólico: o que é, sintomas, o que fazer e possíveis sequelas. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/coma-alcoolico/> Acesso em 02 mar. 2022.

Alcohol poisoning. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/alcohol-poisoning/symptoms-causes/syc-20354386> Acesso em 02 mar. 2022.

Revisado por Camila Bonatti: Psicóloga (CRP12/17354)

Dúvidas? Para saber mais, entre em contato conosco.
Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.