Tipos de transtornos mentais e comportamentais
Tipos de transtornos mentais e comportamentais

Tipos de transtornos mentais e comportamentais

Públicado em: 23 de outubro de 2020

Última Atualização em: 23 de outubro de 2020

Sabemos que existem diversos tipos de transtornos mentais e comportamentais, entretanto, alguns quadros clínicos podem ser mais recorrentes em consultórios e clínicas de saúde.

Desse modo, destacaremos os casos com maiores incidências nos dias atuais. Acompanhe.

Tipos de transtornos mentais e comportamentais

Veja quais são os tipos de transtornos mentais e comportamentais mais comuns:

Transtorno bipolar

Este transtorno pode causar desequilíbrios e oscilações imprevisíveis no humor do sujeito. Sua instabilidade psicológica apresenta (dentre outros sintomas), uma variação entre o estado de mania (caracterizado por uma felicidade e autoconfiança exagerada, muitas vezes não coerente) e melancolia (caracterizado pela depressão profunda, também sem coerência evidente).

Saiba mais: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-bipolar-2/ 

Transtorno obsessivo-compulsivo

Sentimentos e pensamentos obsessivos fazem com que o sujeito com TOC crie verdadeiros “rituais”, que se não forem postos em prática, geram angústias intensas e desgastantes.

Assim, o sujeito demonstra sua obsessão em comportamentos e atitudes, como por exemplo no caso de cuidados excessivos com a higiene e um medo constante de contaminação.

Mais informações: https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-obsessivo-compulsivo-toc/ 

+Leia também: Transtorno psicótico breve (Surto Psicótico)

Transtornos de ansiedade

Os transtornos de ansiedade são extremamente recorrentes nos dias atuais. Caracterizam-se por uma preocupação exagerada para com o futuro.

Isto é, há uma angústia com relação ao que pode vir acontecer, embora muitas vezes nem ocorre o acontecimento de fato. Dentre os casos com maiores incidências, podemos destacar:

  • Transtorno de Ansiedade Generalizada;
  • Fobias;
  • Síndrome do Pânico.

Vale lembrarmos que estes transtornos saem do campo psíquico e escoem para o físico, a partir do desenvolvimento de sintomas como: Sudorese, taquicardia, sensação de sufocamento, entre outros.

Mais informações: https://psicoterapia.psc.br/mais/transtornos-de-ansiedade/

Esquizofrenia

A esquizofrenia pode desencadear quadros de confusão mental, alucinação e delírio. No grau mais avançado, afeta profundamente a percepção da realidade.

Em momentos de crises, é comum o sujeito sentir-se ameaçado e perseguido, e por conta disso poderá demonstrar traços de agressividade.

+Leia também: Como internar uma pessoa com esquizofrenia?

Psicossomatização

Estas são muito frequentes nos dias atuais e caracterizam-se pelo desenvolvimento de queixas físicas sem causa aparente e sem percepção em exames médicos. Isso porque se envolve com questões psicológicas que, quando não escutadas, podem escorregar para o físico.

Um exemplo pode ser as dores no estômago sem causas biológicas, mas sim, apenas psicológicas. Outras dores, como musculares, de cabeça, etc., também entram para a lista.

É preciso avaliar estes quadros com atenção, tendo em vista que podem ser confundidos com problemas físicos de fato, enquanto as questões mentais são deixadas de lado.

A vida moderna e os transtornos mentais e comportamentais

É evidente o quanto os tipos de transtornos mentais e comportamentais que vemos em nossa lista acima podem estar intimamente relacionados com a nossa vida moderna.

Um exemplo seriam os transtornos de ansiedade, que surgem a partir da carga de deveres e funções que vamos ocupando ao longo dos anos.

A necessidade exagerada por sucesso e perfeição desencadeia o receio de não conseguir “chegar lá”, desenvolvendo assim quadros de ansiedade.

Ao mesmo tempo, todas as cargas emocionais que são “engolidas” em silêncio, dia após dia, também podem provocar a psicossomatização que mencionamos.

Por conta disso que indicamos a psicoterapia como uma forma de compreender melhor os sinais do corpo e da mente, para assim se autoconhecer e desenvolver uma vida mais saudável e equilibrada.

+Leia também: Como ajudar uma pessoa depressiva?

Links úteis:
Centro de Atenção Psico social (CAPS)
Associação Brasileira de Psiquiatria

Informações importantes: Disque-prevenção de suicídio telefone: 188 (ligação gratuita)

Camila Da Silva: Psicóloga (CRP12/17354)
Confina mais novidades em nosso blog: https://interhelpinternacao.com.br/blog/ 
Última atualização do site: 23/10/2020 Última atualização da página: 23/10/2020

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 9945