Psicogeriatria: 7 informações que você precisa saber

Psicogeriatria

Públicado em: 2 de fevereiro de 2022

Última Atualização em: 2 de fevereiro de 2022

A psicogeriatria é uma área da psiquiatria que tem como objetivo promover mais qualidade de vida e bem-estar para as pessoas da terceira idade. 

Por meio dessa área da saúde, o indivíduo idoso recebe o amparo para prevenir, diagnosticar e tratar doenças mentais. A seguir, destacamos outras características importantes dessa área. Continue lendo.

7 informações que serão abordadas:

  1. O que é psicogeriatria?
  2. Psicogeriatria:Qual a sua importância para a sociedade?
  3. Quais são os principais problemas mentais na terceira idade?
  4. Como a psicogeriatria ajuda na saúde mental de idosos?
  5. Quais são as modalidades de intervenção na psicogeriatria?
  6. Algum livro sobre psicogeriatria?
  7. Quem pode fazer especialização em psicogeriatria?

1- O que é psicogeriatria?

A psicogeriatria, também conhecida como gerontopsiquiatria, é um ramo da área da saúde especializado no tratamento de doenças mentais na terceira idade. Assim sendo, a psicogeriatria é responsável por tratar questões relacionadas à saúde mental e aos transtornos mentais que podem afetar os idosos. 

Com isso, atua com relação aos fatores psicológicos, de maneira geral, bem como com relação aos fatores psicopatológicos.

2- Psicogeriatria: Qual a sua importância para a sociedade?

A importância da psicogeriatria se dá a partir do momento em que esta área médica é responsável pela prevenção, diagnóstico e tratamento de transtornos e doenças mentais na terceira idade.

Essa área promove, assim, mais qualidade de vida para os indivíduos idosos, garantindo uma vida mais longa e saudável.

Da mesma forma, a psicogeriatria também é responsável por dar suporte à família do idoso, quebrando estigmas e auxiliando no relacionamento dia após dia.

3- Quais são os principais problemas mentais na terceira idade?

A terceira idade é uma fase marcada por grandes mudanças na vida do indivíduo. A perda de entes queridos, a aposentadoria e a ausência dos parentes e filhos pode provocar impactos na saúde mental do sujeito.

Além disso, outras circunstâncias, como problemas de saúde, de uma forma geral, e até mesmo problemas financeiros, podem acarretar no desenvolvimento de questões mentais. A nível de exemplo, podemos citar os principais problemas mentais na terceira idade:

  • Depressão.
  • Ansiedade.
  • Quadros psicóticos.
  • Doenças neurodegenerativas.
  • Entre outros.

4-Como a psicogeriatria ajuda na saúde mental de idosos?

A psicogeriatria é fundamental para a qualidade de vida de um idoso. Afinal, à medida que a idade avança, questões de saúde mental podem vir à tona.

Dentre elas, há a perda de entes queridos; o medo de adoecer e morrer; a angústia de contrair algumas doenças; questões de “desamparo”, quando a família se afasta; dentre tantos outros fatores.

Por isso, ter esse suporte emocional e psicológico pode ser uma peça-chave para que a terceira idade seja vivida de uma forma muito mais saudável e feliz.

Além disso, a saúde mental dos idosos tende a ser mais fragilizada no que diz respeito às doenças neurodegenerativas. E com o acompanhamento médico, essa fragilidade pode ser minimizada. Com isso, pode-se prevenir doenças como o mal de Alzheimer, além de ter diagnósticos precoces que podem ser essenciais para uma maior qualidade de vida.

Por fim, as questões emocionais e socioemocionais também podem ser trabalhadas por meio da psicoterapia e da psicogeriatria. Dessa forma, o indivíduo tem uma maior chance de gerenciar bem as suas emoções, sabendo lidar melhor com o que sente.

5- Quais são as modalidades de intervenção na psicogeriatria?

As modalidades de intervenção na psicogeriatria são bastantes diversas. Isso quer dizer que um idoso pode ter o acompanhamento de um psicanalista, um psicólogo behaviorista (ou da TCC), um profissional da área de Gestalt, e assim por diante.

Entretanto, todas as intervenções partirão do pressuposto de promover um maior autoconhecimento e reconhecimento desse idoso. 

Afinal, as mudanças que ocorrem no corpo, na dinâmica da família e até mesmo as limitações da idade podem causar impactos na saúde mental do sujeito. E assim, a psicoterapia (dentro de qualquer modalidade de psicologia) pode ser uma peça-chave para se atravessar as angústias vividas nessa fase da vida.

Dessa forma, todo o processo auxiliará o indivíduo na sua busca por maior compreensão das suas emoções, anseios, dúvidas, receios, etc. Sempre visando uma maior consciência sobre quem se é e aonde se quer chegar. Além de que a psicoterapia pode desmistificar certos medos, como o de adoecer e morrer, que um indivíduo na terceira idade pode vir a ter.

6- Algum livro sobre psicogeriatria?

É possível encontrar uma série de livros que tratam especificamente da psicogeriatria. Assim, é possível expandir os seus conhecimentos na área, apostando em conteúdos de qualidade, como por exemplo:

Escolha a opção que mais se alinha às suas expectativas e invista em conhecimento nesta área, especialmente se você tem algum familiar que esteja na terceira idade. Afinal, conhecimento nunca é demais, não é mesmo?

7- Quem pode fazer especialização em psicogeriatria?

Grande parte das instituições de ensino que disponibilizam a especialização em psicogeriatria oferece a possibilidade para profissionais das seguintes áreas:

  • Psicologia, 
  • Serviço Social, 
  • Gerontologia, 
  • Sociologia, 
  • Medicina, 
  • Enfermagem, 
  • Terapia Ocupacional, 
  • Terapia da Fala, 
  • Fisioterapia.

É importante ficar atento ao edital da especialização, a fim de tirar as suas dúvidas e saber mais sobre a possibilidade de se iniciar um curso nessa área ou não. No caso de dúvidas, contate a instituição de ensino do seu interesse.

Conclusão sobre psicogeriatria

A psicogeriatria é uma área que está em constante expansão, tendo em vista que a expectativa de vida das pessoas têm aumentado a cada ano. Com o avanço da tecnologia e da medicina, tem se tornado viável prolongar a vida das pessoas, sem perder a qualidade de vida e o bem-estar.

Ao mesmo tempo, novas demandas de saúde mental e emocional podem surgir nesse cenário e nessa faixa de idade. E, por isso, o acompanhamento de profissionais especializados em psicogeriatria é fundamental, especialmente em casos nos quais os indivíduos idosos possam vir a ser internados em asilos e casas de repouso.

Referências

A importância do cuidador no contexto da saúde do idoso. Disponível em: <https://www.scielo.br/j/ean/a/VgjTVdg8sHgNWz7gGwDd6dh/?lang=pt> Acesso em 01 fev. 2022.

Saúde Mental na Terceira Idade. Disponível em: <https://crp13.org.br/noticias/saude-mental-na-terceira-idade/> Acesso em 01 fev. 2022.

Qualidade de vida e saúde mental na terceira idade: como a terapia pode ajudar? Disponível em: <https://www.vittude.com/blog/qualidade-de-vida-e-saude-mental-na-terceira-idade/> Acesso em 01 fev. 2022. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.