Defeitos de caráter do dependente químico
Defeitos de caráter do dependente químico

Defeitos de caráter do dependente químico

Públicado em: 23 de dezembro de 2020

Última Atualização em: 23 de dezembro de 2020

Os defeitos de caráter do dependente químico entram constantemente em pauta, especialmente no senso comum. Isso porque muita gente ainda associa erroneamente a dependência química à uma falta de caráter do paciente, o que não é verdade. E para que você possa compreender mais sobre estas informações, veja a discussão que trouxemos no conteúdo de hoje.

Defeitos de caráter do dependente químico: Qual o conceito de caráter?

Podemos dizer que o caráter está relacionado diretamente com as características singulares do sujeito. Assim, atrela-se às suas questões morais e éticas, estando relacionado com a sua personalidade e forma de ver e se portar diante do mundo e das outras pessoas.

Defeitos de caráter do dependente químico: Como podemos entender a dependência química?

A dependência química, por sua vez, trata-se de uma doença caracterizada por um grupo de sintomas e de sinais que aparecem por conta do uso de drogas.

Desse modo, as pessoas que utilizam as drogas de forma compulsiva são diagnosticadas com “dependência química”, segundo a própria Organização Mundial da Saúde.

O organismo do sujeito dependente passa a requerer o consumo da droga constantemente, além de provocar sintomas de abstinência, necessidade de doses maiores e falta de controle sobre o uso da substância.

A ausência do consumo pode ocasionar efeitos colaterais intensos na vida da pessoa, e por isso consideramos o caso como doença, e não desvio de caráter.

Dependência química: Defeito de caráter ou doença?

Como mencionamos, a dependência química é uma doença, e não um desvio de caráter. Porém, quando o sujeito está dependente da substância química, alguns comportamentos vistos como “negativos” podem se acentuar, como medida de lidar com a situação ou conseguir acesso para mais droga.

Veja alguns exemplos de defeitos de caráter que podem aparecer neste tipo de situação:

  • Manipulação: Diante do desespero por conseguir mais droga para sanar o seu vício, o dependente pode demonstrar traços de manipulação. Assim, ele passa a manipular as pessoas em sua volta para conseguir dinheiro ou atributos que o mantenham saciado.
  • Agressividade: A agressividade também pode aparecer, considerando que o sujeito é capaz de fazer qualquer coisa para atingir o seu objetivo de conseguir a droga. Com isso, agridem familiares e pessoas próximas, para manter o vício.
  • Intolerância: A intolerância diante da negação do consumo também pode surgir. Familiares indicam tratamento e a pessoa se recusa a buscar ajuda, dizendo não estar dependente. Porém, esta intolerância pode levar à agressividade que citamos.
  • Obsessão: A obsessão também é outro defeito que pode aparecer no comportamento do dependente. Sua obsessão pela droga é tão grande que ele pode colocar outras pessoas e ele mesmo em risco, para tentar conseguir manter o consumo.
  • Dependência: A própria dependência da droga pode ser vista como um defeito. Entretanto, vale salientarmos que estes defeitos citados não estão relacionados com a pessoa querer ou não querer agir dessa forma. Tanto que, em muitas situações, os sentimentos de culpa e arrependimento podem aparecer de maneira intensa, tornando tudo ainda mais pesado e difícil para aquele sujeito.

Lembre-se sempre que a dependência química e os possíveis defeitos de caráter do dependente químico merecem atenção qualificada e médica. Assim, é possível criar uma atmosfera de acolhimento e recuperação para aquele usuário, visando a sua reabilitação.

Conteúdo relacionado:

Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 
FALE CONOSCO: 0800 500 9945