Como internar uma pessoa com esquizofrenia?

Públicado em: 12 de setembro de 2019

Última Atualização em: 29 de julho de 2021

A esquizofrenia é um transtorno mental que pode afetar homens e mulheres, sendo caracterizado pela presença de pensamentos e experiências de perda de contato com a realidade. A causa exata ainda é desconhecida. No entanto, pode envolver diversos fatores genéticos, ambientais e de alterações cerebrais.

Alguns dos seus principais sintomas são:

  • Delírios (pensamento de que está sendo perseguido e monitorado a todo instante)
  • Alucinações (como escutar vozes, ter a sensação de que alguém está tocando sua pele e a presença de cheiros estranhos)
  • Mudanças comportamentais
  • Pensamentos insistentes de irrealidade,
  • Apatia
  • Déficit de atenção e memória
  • Perda de iniciativa
  • Dificuldade na execução de tarefas
  • Problemas na fluência da fala
    dentre outros.

Tais manifestações envolvem perdas significativas no âmbito da afetividade e a interação social, trazendo também dificuldades na vida familiar, pessoal, ocupacional e social.

Ademais, cabe ressaltar que os sintomas podem se manifestar de forma diversa em cada indivíduo. E que o tratamento da esquizofrenia é imprescindível por toda a vida, portanto, este requer acompanhamento médico, uso de medicamentos e serviços de cuidados especializados.

Diante disso, também é necessário trazer outra questão relevante, a internação, visto que existem situações e determinadas circunstâncias em que surgem a necessidade de um tratamento diferenciado, realizado em um ambiente hospitalar, com uma clínica especializada, na qual o paciente tenha a sua disposição as condições adequadas para um melhor enfrentamento do seu caso clínico. Já que a falta de um tratamento adequado pode causar o agravamento do seu quadro de saúde.

Esquizofrenia: Quando deve ocorrer a internação do paciente psiquiátrico?

A verdade é que a internação, com a indicação médica, é mais um instrumento de tratamento que independente de ser realizada de forma voluntária ou não, tem como finalidade melhorar o estado mental do paciente para que este logo possa retornar às suas atividades de rotina, sem comprometer os seus vínculos sociais e familiares.

É uma alternativa de tratamento em momentos de crise aguda ou quando o tratamento ambulatorial não oferece um ambiente adequado para a remissão dos sintomas.

Além disso, com a internação é possível a realização da abordagem de prevenção de recaída, da orientação de um planejamento interdisciplinar, do ensino de estratégias de enfrentamento e da revisão da saúde física e mental do paciente.

Equipe especializada

E a InterHelp Internação e Remoção possibilita todo esse cuidado mais intensivo e humanizado, bem como todas as condições necessárias para um tratamento adequado, acompanhado de um atendimento com excelência, uma vez que conta com uma equipe especializada, uma UTI móvel 24h e um ambiente aconchegante e confortável, além de oferecer tranquilidade e sigilo para todos os seus pacientes. Aceitamos planos como Unimed e Bradesco.

Venha conhecer a nossa clínica!

Saiba mais sobre a internação e tire todas as suas dúvidas.

Fale conosco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *