O que é Cetamina ou Ketamina?

uso-de-cetamina-ou-ketamina

Públicado em: 3 de setembro de 2021

Última Atualização em: 3 de setembro de 2021

Você já ouviu falar em cetamina ou ketamina? Quer saber mais sobre este anestésico que tem sido cada vez mais alvo de curiosidade? Então acompanhe o nosso conteúdo de hoje!

Neste texto nós pretendemos sanar as principais dúvidas sobre o assunto, uma vez que o conhecimento é uma peça-chave no processo de conscientização sobre os riscos do uso de drogas.

E como queremos disseminar estes temas para viabilizar mais qualidade de vida e saúde para as pessoas, trouxemos informações relevantes para você.

Lembre-se de que se você conhece alguém em situação de vulnerabilidade e que tem apresentado sinais de consumo de drogas, a ajuda profissional pode ser necessária. 

Além disso, conscientizar com materiais relevantes sobre os entorpecentes também pode ajudar na hora de auxiliar um conhecido seu no processo de reabilitação.

Esclarecidos esses importantes pontos, vamos ao conteúdo completo!
Conteúdo da página:

  • O que é cetamina?
  • Para que serve a cetamina ou ketamina?
  • Qual é a droga ketamina?
  • Quais os riscos da ketamina?
  • Qual a diferença entre cetamina ou ketamina?
  • O que a cetamina causa no corpo humano?
  • Quanto tempo a ketamina fica no corpo?
  • Como age a cetamina?
  • Quais os efeitos colaterais da cetamina?

O que é cetamina?

A cetamina pode ser caracterizada como uma medicação anestésica, que causa uma sensação de “transe” no indivíduo e pode, ainda, fazer com que este se sinta em outra dimensão. Sendo assim, costuma ser consumida para alívio de dor e anestesia.

Por conta dos seus efeitos, em alguns casos é utilizada para a preparação de substâncias e remédios de cunho psiquiátrico.

Entretanto, infelizmente o seu consumo não para por aqui. A cetamina é uma substância que tem sido vendida para a preparação de drogas ilícitas. Essas drogas, no entanto, são de cunho recreativo, mas podem causar danos à saúde.

Para que serve a cetamina ou ketamina?

Como vimos logo acima, a ketamina, ou cetamina, pode ser utilizada para fins anestésicos. Ela promove um relaxamento profundo, impactando até mesmo na percepção sensorial do ambiente. Isso faz com que o indivíduo sinta-se em “outra dimensão”, deslocando-se do real para algo irreal. 

Na medicina, portanto, ela pode ser utilizada para cuidados com a saúde mental, e há estudos que apontam os benefícios da ketamina no uso veterinário. Porém, infelizmente o consumo recreativo e indiscriminado tem acontecido sem nenhum tipo de conhecimento médico. Esse consumo, portanto, pode ser prejudicial à saúde e requer uma atenção mais profunda sobre isso.

Qual é a droga ketamina?

Também chamada de Special K, droga key  ou key droga é uma droga comumente utilizada em centros cirúrgicos, devido à anestesia que ela provoca. Também pode ser encontrada em alguns medicamentos psiquiátricos, especialmente para tratar depressão. 

No entanto, ela não deve ser consumida para fins recreativos, mas sim, apenas com acompanhamento médico e para fins específicos e objetivos.

Quais os riscos da ketamina?

O consumo indiscriminado da ketamina é muito grave, pois pode levar o indivíduo à morte caso este a consuma erroneamente. Afinal, como estamos tratando de uma substância controlada no campo médico, é necessário ficar atento aos riscos, que podem ser:

  • Sufocamento por conta da depressão respiratória;
  • Dependência química grave;
  • Alucinações, especialmente em doses mais elevadas;
  • Complicações cardíacas;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Perda da consciência;
  • Atrofia da bexiga, nos casos de consumo prolongado.

Portanto, trata-se de uma droga de altíssimo risco, uma vez que além da dependência química, ela pode levar o indivíduo à óbito. Por isso a conscientização sobre o tema se faz necessária.

Qual a diferença entre cetamina ou ketamina?

A nomenclatura pode variar de grupo para grupo de indivíduos. Entretanto, a cetamina, ketamina, quetamina ou Special K se trata da mesma substância.

Logo, se perceber que alguém está consumindo alguma dessas substâncias, saiba que todas se tratam de um mesmo anestésico que pode ser agressivo para o corpo, quando consumido sem prescrição médica.

O que a cetamina causa no corpo humano?

A quetamina causa um efeito de relaxamento intenso, fazendo com que o sujeito sinta-se extremamente anestesiado. Isso porque o intuito dessa substância é justamente promover anestesia em centros cirúrgicos e, em doses pequenas e controladas, causar uma sensação de leveza em indivíduos que possam estar sofrendo de depressão.

Entretanto, o uso recreativo e indiscriminado tem se tornado uma realidade para muitas pessoas. E embora existam campanhas de conscientização sobre o uso das drogas, nem todo mundo sabe os efeitos nocivos da cetamina. Portanto, veja alguns dos efeitos negativos que a cetamina pode causar no corpo humano:

  • Sufocamento seguido de morte;
  • Dependência química;
  • Crises com alucinações e sensação de “sair do corpo”;
  • Complicações na saúde do coração;
  • Aumento na pressão arterial;
  • Perda da consciência e memória;
  • Atrofia da bexiga.

Novamente reiteramos a importância de buscar ajuda profissional em clínicas de reabilitação, caso você esteja sofrendo com a dependência química por cetamina. Da mesma forma, se você conhece alguém que está precisando de ajuda, entre em contato conosco para que possamos lhe auxiliar.

Quanto tempo a ketamina fica no corpo?

Tudo depende da quantidade de ketamina que foi consumida pelo usuário. Em alguns casos, pode durar cerca de 30 minutos, mas, em situações de maior quantidade, pode chegar a duas horas de efeitos no organismo.

Como age a cetamina?

Nos tratamentos psiquiátricos para a depressão, por exemplo, a ketamina age na regulação do glutamato, viabilizando novas conexões entre os neurônios, e restaurando alguns circuitos cerebrais que possam ter sofrido impactos por conta das questões de saúde mental.

Em paralelo a isso, ela também pode servir de alicerce na hora de proporcionar anestesia em pacientes que necessitam passar pelo centro cirúrgico.

Já no caso do uso recreativo e não recomendado pelos médicos, a cetamina é responsável por causar um estado de relaxamento profundo e de transe. Esse estado por provocar alucinações, dependência química e outros efeitos que já citamos no decorrer deste conteúdo.

Quais os efeitos colaterais da cetamina?

Os efeitos colaterais podem variar de acordo com a dosagem consumida pelo indivíduo. Entretanto, se este considerar a prescrição médica na hora de consumir a quetamina, as chances de efeitos nocivos são reduzidas. Mas, de qualquer forma, como acontece com qualquer medicamento, ainda existem alguns efeitos colaterais, como:

  • Formigamento;
  • Dissociação;
  • Vertigens;
  • Distúrbios visuais.

Se você consome esse medicamento de maneira controlada e está sentindo efeitos colaterais, converse com o seu médico.

Da mesma forma, se você está consumindo recreativamente, ou conhece alguém que esteja, busque ajuda o quanto antes, pois a dependência química em cetamina pode levar à morte. Proteja a vida!

Veja também: 

Como ajudar um filho com depressão 

Como ajudar uma pessoa com depressão que não quer ajuda?

Médico psiquiatra: o que esperar de uma primeira consulta

Links úteis:

Conselho Federal de Psicologia 

Associação Brasileira de Psiquiatria

Centro de Atenção Psicosocial (CAPS)

Revisado por: Camila Da Silva: Psicóloga (CRP12/17354) Linkedin
Confina mais novidades em nosso blog: https://interhelpinternacao.com.br/blog/ 

Dúvidas? Para saber mais, entre em contato conosco.
Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.