6 doenças psiquiátricas causadas pela maconha

doenças psiquiátricas causadas pela maconha

Públicado em: 9 de setembro de 2021

Última Atualização em: 21 de setembro de 2021

As doenças psiquiátricas causadas pela maconha podem impactar expressivamente a qualidade de vida do usuário. Isso porque os efeitos podem perdurar por longos períodos, fazendo com que o indivíduo sinta, inclusive, um aumento no desejo pela droga.

Por isso, neste conteúdo nós vamos apontar as 6 doenças psiquiátricas causadas pela maconha, além de responder a outros questionamentos sobre o assunto.

Acompanhe para ficar por dentro e lembre-se de compartilhar o conteúdo para que possamos conscientizar o maior número de pessoas possível!

Dito isso, vamos ao conteúdo:

Quais são as doenças causadas pela maconha?

Os efeitos da maconha podem variar de acordo com a quantidade e frequência do seu consumo. Entretanto, muitos casos podem desencadear doenças psiquiátricas que impactam diretamente no dia a dia do sujeito. 

Assim sendo, conheça 6 dessas doenças psiquiátricas causadas pela maconha:

  1. Esquizofrenia
  2. Ansiedade
  3. Depressão
  4. Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)
  5. Dependência química
  6. Bipolaridade

1- Esquizofrenia

A maconha provoca ação de substâncias químicas em nosso cérebro. Essas substâncias são, portanto, o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD). 

Um dos efeitos do THC é as alterações nos neurotransmissores, como a dopamina, causando efeitos psicóticos, como o delírio, alucinações e paranoia. Ou seja, pode desencadear um quadro chamado de “esquizofrenia de maconha”.

Estima-se que a adolescência é a fase de maior risco para o desenvolvimento da esquizofrenia por maconha, tendo em vista que nessa idade o nosso cérebro ainda está crescendo e se desenvolvendo e, por isso, pode desenvolver problemas mentais em decorrência do uso indiscriminado de maconha.

Conteúdo relacionado: 

Clínica de repouso para pessoas com esquizofrenia

2- Ansiedade

A ansiedade também é uma das doenças psiquiátricas causadas pela maconha e, inclusive, costuma ser bem recorrente. 

Embora no momento do consumo a droga possa provocar um relaxamento e uma maior tranquilidade, passado o seu efeito, o indivíduo tende a sentir uma irritação, somada a uma ansiedade e sensação de perda de controle.

Essa ansiedade pode aumentar, à medida que o tempo passa, impactando na qualidade de vida de um modo expressivo.

3- Depressão

Da mesma forma como acontece o quadro de ansiedade, o de depressão também costuma caminhar lado a lado ao consumo da maconha.

Pessoas que costumam consumir a droga de maneira recorrente, sentem-se mais deprimidas e sem expectativas de vida passado o efeito da maconha. Essas sensações podem ficar cada vez mais fortes, com o passar do tempo, agravando o quadro e desencadeando a depressão propriamente dita.

4- Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

As capacidades de concentração, foco e bom desempenho motor podem sofrer alterações devido ao consumo da maconha. Isso, no agregado, pode desencadear um quadro de Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade, onde o sujeito se sente desatento, desfocado e até mesmo ansioso, diante de algumas circunstâncias.

A hiperatividade torna a concentração escassa, e até mesmo a busca constante pela droga pode desfocar o indivíduo e fazer com que este deixe de lado ações importantes de sua vida, atentando-se apenas ao desejo de consumo da droga.

5- Dependência química

A própria dependência química pode ser considerada como uma doença, afinal, realmente é. 

Sendo assim, quando o sujeito se torna dependente do consumo da droga, automaticamente a sua vida sofre muitos impactos negativos por isso e, portanto, o tratamento de desintoxicação se faz necessário.

As pessoas também perguntam:

Dependência química e relacionamento amoroso

6- Bipolaridade

Alguns estudos também têm associado o consumo de maconha com o desenvolvimento de quadros de bipolaridade. 

A bipolaridade é um transtorno de humor marcado pela fase da mania e da depressão, na qual, no primeiro caso, o indivíduo fica eufórico e pode até se comprometer em “negócios arriscados”; no segundo caso, tende a se isolar, ficar só em casa e viver uma verdadeira depressão.

Quais são as paranoias mais comuns da maconha?

  • Medo: O indivíduo que consome maconha pode sentir um medo exacerbado e fora da realidade, que é capaz de deixá-lo paralizado diante de algumas situações.
  • Pânico e sensação de perda de controle: O pânico, a ansiedade e a sensação de perda de controle podem fazer com que o sujeito entre em desespero. Isso faz com que a paranoia se torne mais forte, onde tudo parece “estar conspirando contra”.
  • Efeitos psicóticos: Alucinações e delírios também podem aparecer, desencadeando um quadro de esquizofrenia, como citamos anteriormente.

As pessoas também perguntam:

Os perigos da maconha sintética e qual o tratamento ideal

Como funciona o tratamento e reabilitação da maconha?

Quais são os problemas causados pela maconha?

  • Comportamentos agressivos: O indivíduo que consome maconha, ou, até mesmo, esteja sob efeito da abstinência, pode demonstrar comportamentos agressivos, especialmente quando o efeito da maconha passa. Isso porque na hora do consumo é possível perceber comportamentos mais tranquilos, mas, depois, o sujeito pode perder o controle e ficar agressivo.
  • Perda de memória recente: A perda de memória recente também é muito recorrente no caso do consumo da maconha. Por isso, justamente, que a concentração, o foco e a aprendizagem podem ficar afetados.
  • Dificuldades de aprendizagem e concentração: Como dito acima, questões relacionadas à aprendizagem são postas sobre a mesa quando o consumo de maconha é recorrente. 
  • Doenças pulmonares e cardíacas: Bronquite crônica e infarto são apenas alguns dos efeitos causados pelo uso contínuo da maconha. Vale lembrar que o efeito que a droga tem sobre a saúde cardíaca e o coração pode perdurar por até 3 horas depois do consumo. Portanto, fique atento!

Quais são os efeitos causados pela maconha?

  • Sonolência: Ao consumir a droga o indivíduo pode se sentir extremamente relaxado, por alguns instantes. Isso pode provocar uma certa sonolência.
  • Sensação de felicidade passageira: A felicidade passageira também pode aparecer. E isso também prova que, passado o efeito da droga, a sensação de desamparo pode ser dolorosa e a porta de entrada da depressão.
  • Risos espontâneos: São bem recorrentes entre os usuários da droga.
  • Perda da noção de tempo: Perde-se a noção de tempo e vive-se “à mercê” das sensações.
  • Perda da concentração: A concentração é afetada e comportamentos desfocados podem por até mesmo a integridade do indivíduo em risco.
  • Dificuldade para se expressar/falar: A fala pode ficar mais arrastada, dificultando a interação e a sociabilidade.

Agora que você já conhece as 6 doenças psiquiátricas causadas pela maconha, lembre-se de buscar ajuda em clínicas de reabilitação caso necessite de auxílio. Nós estamos aqui para ajudar você! Conte com a Interhelp Internação.

Veja também: 

15 Maneiras de ajudar uma pessoa com crise de ansiedade

Transtornos mentais na infância e adolescência

Como lidar com pessoas manipuladoras?

Tipos de transtornos mentais e comportamentais

Como ajudar uma pessoa com depressão que não quer ajuda?

10 dicas de como cuidar da saúde mental no trabalho

Como funciona a mente de um dependente químico?

Emergências psiquiátricas

Surto psicótico tratamento emergencial

Médico psiquiatra: o que esperar de uma primeira consulta

Links úteis:

Conselho Federal de Psicologia 

Associação Brasileira de Psiquiatria

Centro de Atenção Psicosocial (CAPS)

Revisado por: Camila Da Silva: Psicóloga (CRP12/17354) Linkedin
Confira mais novidades em nosso blog: https://interhelpinternacao.com.br/blog/ 

Dúvidas? Para saber mais, entre em contato conosco.
Acesse nosso site: www.interhelpinternacao.com.br 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.